Bando leva carga de café avaliada em r$ 400 mil na Anchieta

Motorista do caminhão ficou na mira dos marginais, que roubaram carregamento de 38 toneladas de café

Um grupo de criminosos roubou 640 sacas de café, com peso de aproximadamente 38 toneladas e valor estimado em R$ 400 mil, após sequestrar o motorista do caminhão que levava a carga na Via Anchieta, na noite desta quinta-feira (26).

A empresa transportadora, responsável pelo caminhão, monitorava a trajetória da veículo, e percebeu a alteração de rota às 23h40. Sem conseguir estabelecer contato com o motorista, o operador da companhia acionou a polícia. Quando as autoridades chegaram no local em que o caminhão fez o desvio, já não havia sinais do motorista ou da carga.

Enquanto a preocupação e o mistério davam o tom do caso para a empresa e a polícia, o condutor da carreta vivia momentos de terror. O homem de 32 anos vinha de Patrocínio-MG, com destino ao pátio da empresa, em Santos. Quase no fim da viagem, porém, o pesadelo começou.

Logo após o trecho da serra da Via Anchieta, o motorista foi fechado por um caminhão VolksWagen Constellation 1320 branco. No banco do passageiro, um dos dois ocupantes o ameaçou com uma arma de fogo. O caminhoneiro foi obrigado a parar, então, logo após a primeira saída de São Vicente, já em trecho de terra.

Lá, a outra parte do grupo de criminosos aguardava para dar sequência ao crime em um carro vermelho, também da VolksWagen, com três ocupantes. Rendido, o motorista, com um casaco de moletom cobrindo sua cabeça, foi obrigado a deitar no banco de trás do veículo, sendo conduzido até um barraco. Enquanto era feito de refém, a carga era roubada pela outra parte dos bandidos.

A noite de pânico do caminhoneiro ainda estava longe de um fim. Ele permaneceu no barraco até que um dos homens envolvidos no crime disse “berrou, berrou”, sendo reconduzido para o VolksWagen vermelho. Por volta das 4h50 já de sexta-feira (27), ele foi abandonado no bairro do Alemoa sem seu celular, que também foi subtraído pelos criminosos.

Finalmente em liberdade, o condutor do caminhão conseguiu auxílio e fez contato com a empresa. Quarenta minutos depois, ele prestou depoimento sobre o caso na 5º Distrito Policial de Santos. Pouco mais de uma hora antes, a empresa já havia comunicado a ocorrência para a mesma delegacia.

Por ter ficado com os olhos cobertos durante todo o sequestro, o motorista viu apenas o homem que o ameaçou com uma arma de fogo, pedindo que encostasse na Via Anchieta. Segundo o Boletim de Ocorrência, trata-se de um rapaz de cerca de 30 anos, branco e forte.

A polícia investiga o caso e não houve detidos até o momento.

Fonte: A tribuna

Deixe Seu Comentário !

Comentários



Parabéns por ser visitante do Uola. Nosso intuito é informar com o melhor conteúdo todos os assuntos que nosso leitor realmente deseja ler, por isso, sua sugestão para pautas será sempre bem vinda.