‘Golpe do Bilhete Único’ ocorre sem controle e incomoda usuários do Metrô em SP

Reportagem da Jovem Pan News flagrou o chamado “golpe do Bilhete Único” no Metrô de São Paulo. Depois de dias atrás da denúncia, o repórter Maicon Mendes e o produtor especial Luís Guerra comprovaram como o esquema criminoso acontece nas estações, inclusive na frente de fiscais do Metrô. As imagens mostram homens que abordam as pessoas tentando convencê-las a comprarem um bilhete mais barato em frente à catraca.

Os criminosos têm vários cartões do Bilhete Único nas mãos para passar a passagem mais barata sem serem percebidos pelo sistema das estações e assim lucrarem com o esquema. Os suspeitos mostrados pela reportagem podem ser enquadrados nos crimes de falsa identidade e associação criminosa. De acordo com a Justiça, esses são crimes de baixo potencial ofensivo e normalmente não dão cadeia. A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo informou que em 2022 apenas quatro homens foram presos por praticarem esse tipo de crime.

Em maio deste ano, os ministros da 6ª turma do Superior Tribunal de Justiça de São Paulo determinaram o trancamento de uma ação contra um homem acusado de estelionato com a vantagem devida de R$ 3,70 na venda de passagens estudantis do Metrô de São Paulo pelo valor do bilhete comum. A defesa pediu o reconhecimento do princípio da insignificância do caso e foi vitoriosa. Sobre a denúncia feita pela reportagem, a Polícia Civil de São Paulo disse que vai analisar as imagens exclusivas para identificar os homens que praticam o crime.