Golpe no Whatsapp rouba dados das vítimas

Mensagem oferece desconto de R$ 500,00 em supermercados

Um novo golpe está circulando pelo WhatsApp nos últimos dias e pode roubar dados pessoais e até mesmo dinheiro de sua conta-corrente ou do cartão de crédito. As mensagens falsas prometem descontos de R$ 500,00 em compras nas redes de supermercados Extra e Carrefour.

A partir de um link gerado em uma ou várias janelas da conversa do WhatsApp, o usuário clica e é levado para uma página falsa dos supermercados.

A página pede o compartilhamento do site para os contatos pessoais do celular e uma ligação para o seguinte número: (017) 7878-7940.

Enquanto a ligação é efetuada, os golpistas fazem o usuário responder a 25 perguntas, tempo suficiente para que consigam arrecadar ainda mais dinheiro das vítimas, já que a ligação é cobrada por se tratar de DDD para São José do Rio Preto (SP). Há também usuários que responderam as 25 questões pela tela do celular mesmo, em uma variação do golpe.

Nas mensagens enviadas está apenas o texto ‘Desconto no Extra’ e um link, que parece ser do encurtador bit.ly, mas que na verdade é do servidor do hacker, conforme consta na imagem ao lado.

A página sugerida pelos golpistas traz as logomarcas dos supermercados e até mesmo um botão para compartilhar tudo com os amigos, o que faz com que mais gente seja enganada.

Vítima teme clonagem de cartão 

Uma pessoa que caiu no golpe e foi alertada pela Reportagem sobre o perigo não se conforma. “Como o site indicado era parecido com o do supermercado, eu cliquei e respondi ao questionário. Agora tenho medo que clonem meu cartão”, diz a vítima, que preferiu não se identificar.

A estratégia dos golpistas não é exatamente uma novidade, pois golpes do tipo também foram registrados nas últimas semanas nos Estados Unidos, utilizando o nome da rede de cafés Starbucks. O que tem feito muita gente trocar os pés pelas mãos é o fato de nomes de empresas brasileiras famosas serem vinculados ao esquema.

O que mais tem por aí é consumidor norte-americano reclamando de ter respondido as perguntas e clicado em sites que pareciam ser oficiais.

Eles, obviamente, não receberam um centavo de desconto e ainda viram a fatura do cartão de crédito vir bem mais cara que o costume, pois os bandidos tiveram acesso a dados sigilosos e fizeram compras com cartões de centenas de vítimas.

Fonte: A tribuna

Deixe Seu Comentário !

Comentários



Parabéns por ser visitante do Uola. Nosso intuito é informar com o melhor conteúdo todos os assuntos que nosso leitor realmente deseja ler, por isso, sua sugestão para pautas será sempre bem vinda.