Guarujá – Turista reage a assalto e é baleado no rosto

Mesmo ferido, o turista dirigiu o carro até uma base da Polícia Militar

Um turista de Campinas foi baleado no rosto ao reagir a um assalto cometido por três marginais, domingo (30) , no Jardim Praiano, em Guarujá. A vítima, um mecânico de 44 anos, foi atingida depois de perseguir e atropelar um dos ladrões. Mesmo ferido, o turista dirigiu o carro até uma base da Polícia Militar, a uma quadra da ocorrência, onde foi socorrido e levado ao hospital Santo Amaro.

No momento do crime, o mecânico estava acompanhado da mulher, da filha de 9 anos, da cunhada e da sobrinha. Na manhã de ontem, com o quadro de saúde estável, ele foi transferido para um hospital na Capital, onde permanece internado sem risco de morte, mas com a possibilidade de sofrer sequelas. Os assaltantes fugiram sem ser identificados.

A ação dos criminosos ocorreu na Rua José Silva Figueiredo, por volta do meio-dia. Vindo de Campinas com a mulher e a filha para passar o fim de semana na praia, o mecânico, na condução de um Prisma prata, encontrou a cunhada e a sobrinha perto de um supermercado do bairro.

No momento em que elas entravam no veículo, os ladrões, com armas em punho, anunciaram o assalto e exigiram que entregassem as bolsas. Assustada, a dupla atendeu as determinações dos bandidos que fugiram. A mulher do mecânico, com a filha do casal, deixou o carro para saber como ambas estavam.

Os tiros

Foi então que, numa atitude repentina, o mecânico acelerou o veículo e perseguiu o trio. Ao alcança-lo, ele atropelou um dos criminosos. No entanto, viu um dos comparsas efetuar cinco disparos em sua direção. A vítima foi atingida com um tiro no rosto que transfixou na garganta. Os demais disparos apenas danificaram o Prisma.

Apesar da lesão, o mecânico permaneceu na condução do carro e pediu ajuda na base da PM. Devido à gravidade da lesão, os agentes o socorreram ao hospital. Reforço da corporação foi acionado ao local, mas os ladrões, que fugiram a pé, não foram encontrados. Durante a fuga, eles abandonaram uma das bolsas.

“O rapaz que foi atropelado levantou e fugiu mancando. Eles foram muito ousados. Não tiveram o menor receio de agir com armas a poucos metros da base da polícia”, disse uma das testemunhas.

O caso foi registrado na Delegacia do Município pelo delgado Fabrício Godinho e as investigações para identificar e prender os bandidos estão andamento.

Fonte: A  tribuna

Deixe Seu Comentário !

Comentários



Parabéns por ser visitante do Uola. Nosso intuito é informar com o melhor conteúdo todos os assuntos que nosso leitor realmente deseja ler, por isso, sua sugestão para pautas será sempre bem vinda.