Itanhaém – Funcionários foram feitos de reféns durante rebelião na Fundação Casa

Confusão, dessa vez, ocorreu em Itanhaém. É o segundo episódio envolvendo internos registrado essa semana

Três funcionários da Fundação Casa foram mantidos reféns, na manhã desta quinta-feira (20), em Itanhaém. De acordo com a Polícia Militar, os menores tentaram fugir por um buraco que estavam abrindo na parede, mas desistiram com a chegada dos policiais.

A rebelião começou por volta das 10h40, quando treze internos, que estavam em uma sala de aula, tentaram quebrar uma parede. Conforme apurado no local, apesar da investida dos menores, mesmo que conseguissem escapar da sala, não teriam acesso à parte externa, já que teriam ainda que escalar um muro de seis metros erguido ao redor da fundação.

O helicóptero Águia, da Polícia Militar, foi acionado para reforçar a segurança no local, mas nenhum menor conseguiu fugir e ninguém ficou ferido.

Em nota, a Corregedoria Geral da Fundação Casa informou que instaurou sindicância para apurar a tentativa de fuga. Segundo o órgão, a ocorrência foi controlada às 11h20 pelos próprios funcionários.

” O Judiciário e os familiares dos adolescentes serão informados sobre o ocorrido. O centro tem capacidade para atender 64 jovens e, no momento, atende 64”.

Outro episódio

Esta é a segunda vez na semana que internos se envolvem em confusão dentro dos centros socioeducativos da Baixada Santista. Na última segunda-feira (17), sete pessoas ficaram feridas, entre funcionários e internos da unidade de Mongaguá. Elas foram levadas ao Hospital Agenor de Campos.

Os funcionários sentiam forte dores nas costas e um deles teve luxação em uma das mãos.  Já dois menores precisam levar pontos, um na cabeça e outro na boca. Eles foram levados até o hospital, sob escolta policial.

No início da semana, a Corregedoria afirmou que iria apurar o que desencadeou a confusão e que o Judiciário e os familiares dos adolescentes seriam informados sobre ocorrido.  A cadeia tinha capacidade máxima de 64 detentos.

Na Baixada Santista, há centros socioeducativos em Praia Grande (2), Santos, Guarujá, São Vicente, Peruíbe, Itanhaém e Mongaguá.

Fonte: Tribuna

Deixe Seu Comentário !

Comentários



Parabéns por ser visitante do Uola. Nosso intuito é informar com o melhor conteúdo todos os assuntos que nosso leitor realmente deseja ler, por isso, sua sugestão para pautas será sempre bem vinda.