Mãe de jihadista russa diz que deu à luz um “monstro”

Mãe diz que não tem esperanças de voltar a ver a filha.

Uma mãe desesperada revelou em entrevista ao Siberian Times como deu à luz “um monstro” depois da sua filha se ter juntado ao Estado Islâmico, na Síria, e de onde tem partilhado crenças em relação ao jihadismo.

A jovem russa, Fatima Dzhafarova, de 20 anos, gerou revolta no seu país, tendo sido chamada de ‘escumalha’ e ‘pêga do ISIS’ depois de ter ido para a Síria onde casou com um jihadista sírio.

A mãe partilhou a sua tristeza e confessou que chegou a acorrentar a filha a um radiador no apartamento onde moram para a tentar impedir de voar para a Síria.

“É melhor não viver do que ser mãe de uma terrorista. Apercebi-me de que dei à luz um monstro”, disse a mulher, que afirma que qualquer mãe “que seja honesta” tem de admitir esta triste realidade “por mais que isso lhe custe”.

Deixe Seu Comentário !

Comentários



Parabéns por ser visitante do Uola. Nosso intuito é informar com o melhor conteúdo todos os assuntos que nosso leitor realmente deseja ler, por isso, sua sugestão para pautas será sempre bem vinda.