Porquinhos-da-Índia ajudam crianças autistas a ficar mais interativas

Um recente estudo publicado no Developmental Psychobiology revela que brincar com Porquinhos-da-Índia pode ser altamente positivo para o comportamento de crianças autistas.

Os porquinhos-da-Índia são capazes de melhorar o comportamento das crianças que sofrem de autismo. Esta é a conclusão de um recente estudo publicado no Developmental Psychobiology e que coloca estes animais como ‘melhores amigos’ das crianças autistas.

Segundo o The New York Times, brincar com porquinhos-da-Índia na escola fez com que as crianças portadoras deste distúrbio ficassem mais interativas e menos ansiosas, socializando, assim, melhor com as outras crianças.

A conclusão foi possível devido ao uso de uma pulseira eletrónica colocada no pulso das 99 crianças analisadas (com autismo ou desenvolvimento típico), que se mostraram também mais atentas na presença dos animais.

Este equipamento monitorizou os níveis de excitação e ansiedade no ato de socializar com outras crianças.

As crianças com desenvolvimento típico deste transtorno mostraram-se agradadas com a presença dos animais e revelara um grande nível de excitação, idêntico ao das crianças autistas que, por seu turno, ficaram com menos stress do que o habitual.

O estudo foi levado a cabo pelo Duke Centre para o Autismo e Desenvolvimento Cerebral e defende a sua tese como promissora e capaz de dar azo a outras investigações sobre a temática.

Deixe Seu Comentário !

Comentários



Parabéns por ser visitante do Uola. Nosso intuito é informar com o melhor conteúdo todos os assuntos que nosso leitor realmente deseja ler, por isso, sua sugestão para pautas será sempre bem vinda.