Santos – PF prende 200 kg de cocaína no porto

É a segunda grande apreensão em menos de uma semana. Entorpecente foi içado para o navio durante a madrugada

Agentes federais conseguiram apreender aproximadamente 200 quilos de cocaína a bordo do navio MSC Krystal, que está atracado em um terminal da Alemoa,. em Santos. A localização do entorpecente ocorreu na manhã desta quinta-feira (21), após denúncias de que o embarque havia ocorrido de madrugada.

A droga estava armazenada em pelo menos cinco bolsas impermeáveis, localizadas dentro de um contêiner, que foi violado pelos criminosos. Por enquanto, não há prisões confirmadas da tripulação do cagueiro.

De acordo com o delegado Ciro Tadeu Moraes, do Núcleo Especial de Polícia Marítima (Nepom) da Polícia Federal, a droga foi içada para o navio durante a madrugada. Homens chegaram até ele pelo Canal do Estuário, em uma lancha de pequeno porte.

“A ação assemelha-se a outras já ocorridas nos últimos meses. Estamos investigando para saber quem está por trás disso e encontrar a quadrilha especializada aqui na região”, fala o delegado. Segundo ele, o cargueiro tiram como destino a Holanda.

A operação, ocorrida pela manhã, teve o apoio da Receita Federal e da Guarda Portuária. O objetivo é unir esforços para tentar localizar os criminosos responsáveis pelo embarque da droga, assim como a procedência dela e lugar onde é armazenada

Meia tonelada

No último dia 12, agentes da Polícia Federal conseguiram apreender 471 quilos de cocaína escondidos em um navio atracado no Porto de Santos. Os entorpecentes tinham como destino a Espanha para serem distribuídos pela Europa. Não houve prisões.

A cocaína estava em um dos porões de lastro do cargueiro Saga Journey, de bandeira chinesa, que estava atracado no Armazém 31 do cais santista. A substância também foi encontrada dentro de bolsas, o que faz a Polícia acreditar que foram içadas.

Flagrante 

 

O método para exportar a droga é semelhante ao flagrado em abril deste ano. Na ocasião, a ação de uma quadrilha de tráfico internacional foi frustrada depois que estrangeiros embarcaram o entorpecente em um navio que também tinham como destino a Espanha.

A cocaína estava escondida em um dos compartimentos internos do MSC Loretta, um porta-contêiner, com bandeira do Panamá. Na ocasião, três sérvios foram investigados por suspeita na participação do crime. Eles chegaram a ser detidos, mas foram liberados pela Justiça.

Fonte: A tribuna

Deixe Seu Comentário !

Comentários



Parabéns por ser visitante do Uola. Nosso intuito é informar com o melhor conteúdo todos os assuntos que nosso leitor realmente deseja ler, por isso, sua sugestão para pautas será sempre bem vinda.