Santos – Pm invade escola após estudantes fecharem secretaria

Na ação, segundo estudantes, policiais teriam ateado spray de pimenta nos alunos, que ocupam a unidade desde o dia 23

Policiais militares invadiram a Escola Estadual Azevedo Júnior, na Vila Belmiro, em Santos, na manhã desta quarta-feira (2), após estudantes bloquearem o acesso de funcionários à secretaria da unidade. Segundo relatos de alunos, eles quebraram um vidro da porta da secretaria, para arrombar o portão do edifício e, teriam, durante a ação, ateado spray de pimenta nos manifestantes, que ocupam a escola estadual desde o último dia 23.

Conforme os estudantes, faixas e cartazes afixadas no lado externo da escola também foram arrancados pelos policiais militares, que agiram com truculência e chegaram a ameaçá-los a deixar o prédio por bem ou “sairiam na borrachada”.

Inconformados com a atitude da PM, os estudantes voltaram a afirmar que não deixarão a escola na base da violência. Eles repetiram à imprensa que não são “baderneiros” e que só estão realizando a manifestação porque lutam por uma educação melhor.

Apesar da ação da PM, por enquanto, não está autorizada a reintegração de posse da Azevedo Júnior. Ontem, o Tribunal de Justiça (TJ) do Estado negou recurso contra a sentença na qual se determinava a reintegração do Cleóbulo.  Com a decisão, está mantida a decisão da primeira instância, proferida em Santos e que dá 24 horas para o cumprimento  voluntário da ordem; caso contrário, com uso da força por parte da PM.

Deixe Seu Comentário !

Comentários



Parabéns por ser visitante do Uola. Nosso intuito é informar com o melhor conteúdo todos os assuntos que nosso leitor realmente deseja ler, por isso, sua sugestão para pautas será sempre bem vinda.