São Vicente – Homem mata mulher a tiros

A filha do casal de apenas três anos testemunhou a cena e saiu sozinha pelas ruas da Ponte Nova, o que chamou atenção de moradores

Uma criança de três anos perambulando sozinha pelas ruas da Vila Ponte Nova, na Área Continental de São Vicente, chamou a atenção dos moradores do local. De camiseta e fraldas, a pequena menina foi encontrada, nesta quinta-feira (10), por volta das 5 horas da manhã. Sem dizer nada, ela se mostrava assustada. O medo era justificado pelo crime que acabara de presenciar. Por ciúme, o pai havia matado a mãe nesta madrugada.

O homicídio só foi descoberto quando a Polícia Militar foi acionada por conta da criança perdida no meio da rua. Ao localizar a casa dos pais, na Rua Campo Belo, os policiais encontraram o portão e a porta da residência aberta. Como ninguém respondia, os oficiais entraram no local e, no quarto, viram Ione de Santana Fidelis, de 25 anos, deitada na cama, com três tiros. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e constatou a morte da vítima.

Os vizinhos informaram à Polícia que Ione e o marido, Francisco da Silva Souza, de 27 anos, foram vistos chegando junto em casa, na noite anterior. Como não havia sinais de arrombamento no imóvel e Souza não foi encontrado em casa, ele foi considerado suspeito pelos policiais.

“Eles discutiam sempre. Ele era muito ciumento e não deixava nem a mulher sair de casa. Na noite passada (quarta-feira), a gente ouviu mais uma briga”, conta uma vizinha, que não quis se identificar. Ela lembra que, na madrugada , não ouviu nenhum barulho, mas que os cachorros começaram a latir desesperados perto das 5 horas da manhã.

Por volta das 10 horas, o marido chegou ao local do crime, se dizendo surpreso com a ocorrência. Levado para o 3º Distrito Policial, Souza acabou confessando o homicídio da mulher. O motivo foi o apontado pelos vizinhos: ciúmes. Na noite do crime, ele teria visto a mulher trocando mensagens pelo celular com outro homem.

Aguardou a mulher dormir e disparou três vezes em sua direção, atingindo braço, pescoço e ouvido. Na sequência, pouco antes das 5 horas, ele saiu de casa, deixando tudo aberto, o que possibilitou que a criança, ao acordar, fosse para a rua.

O homem foi encaminhado para a cadeia, onde ficará a disposição da Justiça. A criança foi levada pelo Conselho Tutelar da Área Continental e deve ficar com familiares.

Fonte: A tribuna

Deixe Seu Comentário !

Comentários



Parabéns por ser visitante do Uola. Nosso intuito é informar com o melhor conteúdo todos os assuntos que nosso leitor realmente deseja ler, por isso, sua sugestão para pautas será sempre bem vinda.